Fatos sobre cartões de crédito no Brasil

--*--

O Brasil é um enorme mercado de cartões. Em 2016, os brasileiros realizaram 5,9 bilhões de transações com cartão de crédito, um aumento de 6% em relação ao ano anterior. Além disso, no ano passado, foram emitidos mais de 600 milhões de cartões de crédito no país e quase o dobro de cartões de débito.

No entanto, de acordo com o Banco Central do Brasil, muitos cartões nunca são ativados ou usados para transações de pagamento. De fato, pouco mais de 50% dos cartões de crédito acabam sendo aprovados para uso e menos de um terço dos cartões de débito é ativado.

Embora o uso do cartão de crédito esteja aumentando, é importante notar que os cartões de crédito emitidos no Brasil geralmente se limitam a compras em reais. Além disso, os consumidores brasileiros estão acostumados a pagar parcelado ao comprar com cartão de crédito.

Segundo a Abecs, foram concedidos R$ 353,1 bilhões em crédito a consumidores que utilizam parcelamentos em 2016. Isso representa 54,4% do volume total de crédito concedido a pessoas físicas para financiar seu consumo de bens e serviços. No entanto, apesar da popularidade dos cartões de crédito, um grande número de brasileiros não é elegível para possuir um cartão de crédito.

Por que muitos brasileiros não possuem cartão de crédito?

Há três razões principais pelas quais o cartão de crédito é negado aos brasileiros:

Pessoas sem conta no banco: o Brasil possui 55 milhões de adultos sem possuir uma conta no banco e mais de 20 milhões sem acesso a nenhum serviço bancário. Isso limita a solicitação de cartões de crédito no país, pois uma pessoa sem apoio não é elegível para solicitar um cartão de crédito.

Nome incluído no Serasa (nome sujo):

A Serasa é uma empresa brasileira privada, com mais de 50 anos de história no país. É responsável por um banco de dados completo que contém informações sobre pessoas físicas e jurídicas, como seu status atual de dívida. Essas informações ajudam os bancos emissores a determinar a elegibilidade de alguém para um cartão de crédito. Se uma pessoa ou empresa tem o “nome sujo”, significa que estão incluídos na lista de devedores da Serasa, e os bancos não aprovam sua solicitação de cartão de crédito.

Histórico da dívida:

Mesmo quando os consumidores não têm nenhum pagamento atrasado, eles podem ter seu pedido de cartão de crédito negado. Isso geralmente acontece quando mais de 30% de sua renda é comprometida com o pagamento de qualquer financiamento (parcelas, empréstimos, etc.).

As dificuldades em obter um cartão de crédito, além da necessidade de reduzir suas dívidas, são os principais motivos pelos quais os consumidores optam por pagar com dinheiro e formas alternativas de pagamento, como o boleto bancário. Este último é um dos métodos de pagamento mais democráticos do país.

Os brasileiros não precisam ter uma conta bancária para usá-la, as verificações de crédito não são necessárias e, por último, mas não menos importante, não há idade mínima para pagar com boleto bancário, ao contrário do que acontece com os cartões de crédito. O método de pagamento local é tão difundido que até fez a transição para pagamentos de comércio eletrônico e é a segunda opção de pagamento mais usada no segmento, respondendo por quase um quarto das transações.

Diante disso, para atingir um número maior de consumidores brasileiros, os comerciantes devem oferecer boleto bancário e outras formas de pagamento alternativas em suas lojas online. Além disso, ao usar um boleto com confirmação de pagamento acelerada, como o Boleto Flash, confirmado em menos de duas horas, as empresas online podem obter maiores taxas de conversão. Isso acontece principalmente porque permite que os consumidores realizem compras por impulso, o que geralmente não acontece com boletos regulares, que podem levar até três dias úteis para serem confirmados.