Moto sem entrada, veja como financiar a sua

--*--

O problema que muitas pessoas encontram quando desejam financiar um carro é a taxa de entrada. Como todos sabemos, o valor exigido pelo banco é uma garantia de que a viatura será integralmente paga pelo cliente.

Mas, por exemplo, muitas pessoas não têm 20% ou 30% do valor total das motocicletas. Com isso, muitas pessoas passaram a oferecer a opção de financiar 100% do valor da moto.

Dessa forma, não há necessidade de usar o valor como entrada. No entanto, como as taxas de juros mensais costumam variar muito, você deve escolher bancos ou instituições financeiras com cuidado.

Como exemplo temos o Banco do Brasil, onde você pode comprar ou trocar motocicletas. A taxa de juros do banco é de 0,93% ao mês.

O processo é muito simples. Você compra a moto que deseja com dinheiro e financia o valor. Os clientes podem escolher motos novas ou usadas de 150 cc, 249 cc ou 250 cc produzidas por até quatro anos.

Você pode pagar em até 100% do valor do veículo e em até 36 meses. Todo o processo de inscrição é realizado através da inscrição do banco. No entanto, você também pode visitar o site, ligar para a central de atendimento do banco ou ir a um agente. As vantagens deste serviço são:

1.     O valor do parcelamento é descontado diretamente na conta corrente do cliente;

2.     O período de pagamento inicial é de 59 dias;

3.     O cliente tem total liberdade para escolher a data do parcelamento.

Outro banco que também realiza esse tipo de serviço é o Santander. Você pode simular o financiamento através do site oficial do banco.  A simulação é feita em quatro passos simples:

1. Preenchimento dos dados pessoais;

2. Escolha da moto, informar o local da compra e o valor;

3. Verifique as parcelas juntamente com os juros;

4. Preenchimento final dos dados e envio da proposta de financiamento.

Vale ressaltar que antes de assinar o contrato de serviço, certifique-se de ler todos os termos e condições do serviço. Dessa forma, além de verificar se o banco cobra outras taxas no caso de parcelamento, você também terá conhecimento do serviço.

Existem outras formas de simular o financiamento sem entrada pela internet. Basta pesquisar no seu navegador e incluir as principais informações do financiamento. Nesse caso é necessário informar a taxa de juros do serviço. Isso só é possível através de uma pesquisa sobre os bancos que fazem esse serviço.