Veja como comprar o próprio carro financiando e sem entrada

--*--

Comprar o próprio carro é o desejo de milhares de brasileiros. Este meio de transporte permite que o motorista e os passageiros se movam de forma rápida e confortável.

Muitas pessoas têm dificuldade em comprar um carro. Muitos desses problemas são comuns porque se resumem ao valor do carro e aos fundos disponíveis para comprá-lo. Apenas algumas pessoas não possuem o valor total do veículo. Algumas pessoas até desistem de comprar, mas outras compram carros de outras maneiras.

O financiamento é um dos métodos de compra de veículos mais usados ​​pelos brasileiros. Neste artigo iremos descrever algumas das características deste tipo de transação financeira e os locais onde pode solicitar este tipo de serviço.

O financiamento funciona de maneira semelhante aos créditos. Nesse caso, o consumidor faz contato com o banco para conhecer e fazer a solicitação do serviço. Se o pedido for aprovado, o banco fornecerá ao requerente um empréstimo de veículo completo para que possa ser adquirido em dinheiro. O requerente então pagou o dinheiro diretamente ao banco.

Para pagar o valor emprestado pelo banco ou pelo cliente, pode-se escolher o valor da prestação e o valor do adiantamento. Geralmente, o valor da entrada corresponde a 20% do valor total do veículo. O banco reserva-se o direito de adicionar taxas adicionais ao parcelamento.

Antes de financiar um carro sem entrada, é preciso saber que os juros dessa modalidade vão aumentar, pois é esse valor do adiantamento que reduz o valor total a ser financiado. Este fato evidencia a necessidade de preparação financeira.

Felizmente alguns bancos oferecem a opção de financiar um veículo sem precisar adiantar parte do valor do veículo, ou seja, alguns bancos permitem o financiamento de 100% do carro.

Como em qualquer outra relação comercial, alguns cuidados devem ser tomados em relação a esse serviço. Nesse sentido, antes de solicitar o serviço, você deve seguir algumas dicas. São elas:

1.    Verificar as reclamações e elogios do serviço no site do próprio banco ou no Reclame Aqui;

2.    Tomar conhecimento das taxas adicionadas para não afetar o pagamento das suas contas mensais;

3.    Faça uma pesquisa sobre as empresas financeiras que possuem esse serviço, avaliando as taxas de cada uma através da simulação do serviço.


Receba mais informações gratuitamente