Veja como financiar uma moto sem entrada

--*--

Comprar uma moto como meio de transporte é uma solução bastante viável, pois evita o trânsito do dia a dia. Possuir esse veículo é uma excelente opção por conta da locomoção rápida e prática.

Por se tratar de uma boa economia financeira, surgem vários questionamentos quando o consumidor deseja comprá-la: é possível realizar o financiamento de moto sem entrada? Sim, é possível financiar a moto zero sem entrada! Embora é necessário tomar algumas precauções antes e durante o financiamento.

Financiando a moto sem entrada

Apesar de ser possível realizar financiamento de moto sem entrada, destacamos que essa não costuma ser uma ótima opção, considerando as quantidades de parcelas a serem pagas com taxa de juros altíssimas.

No mercado existem três métodos para facilitar a compra de uma moto nesses requisitos: consórcio, financiamento e leasing. Cada modalidade tem suas vantagens e desvantagens, basta decidir qual a melhor opção na sua condição atual.

Consórcio

Essa é considerada uma das opções mais econômicas para comprar uma moto sem entrada, não é necessário aprovação de crédito e o mais importante, não pagar juros.

O único problema que destacamos é que pode levar um certo tempo para obter a moto em mãos. Um consórcio normalmente, demora 48 meses, a única demora é aguardar ser sorteado para ganhar uma carta de crédito no valor contratado no primeiro mês, como também pode receber após os 48 meses.

Financiamento

Outra opção que agrada os olhos é comprar a moto sem entrada, caso preciso do veículo o mais rápido possível. Sendo concedido o crédito, você terá a chave da moto em três dias.

O único problema de comprar a moto sem entrada é o prazo de pagamento e taxas altíssimas que fazem com que o valor final seja mais muito elevado do que o preço real do veículo.

Leasing

Esse método é especialmente para quem precisa do veículo rapidamente, porém com juros menores. No leasing o cliente fica com o veículo em mãos pagando as parcelas, visto que, a moto fica no nome da instituição, ou seja, o veículo não será seu 100%, parecido com um aluguel. A única diferença que você vai estar pagando. Ao concluir o pagamento, a moto estará em seu nome sem burocracia.